#17 – WE ARE BACK, Zika Update, IMC Gordinho e Recife Improvável

 

Queridos ouvintes, we are back!!!

Aqui quem vos fala é o Jonas (vulgo Dr. Jones), e vim aqui primeiramente pedir desculpas pelo sumiço! Foram 4 semanas sem publicação sem nem darmos satisfação a vocês L. Como já havíamos comentado nos últimos episódios, Fabrício foi morar na Suécia para realizar o seu doutorado-sanduíche, eu me casei, me mudei, viajei, dentre outras responsabilidades no meu pós-doutorado que me impossibilitaram de gravar/editar por esse tempo todo. Fora isso, tivemos que encontrar um horário para gravação, já que a diferença de fuso-horário é de 5 horas! Portanto, a entrada de mais um integrante fixo na nossa equipe foi fundamental! Então deem boas-vindas ao Pedro Porto, que já deu dinâmica e alegria cômica, além de ser o cara que representa a galera que não está na bancada, em contraste comigo e o Fabrício. Espero que vocês curtam a nova fase do Eureka, que agora está muuuuito mais irado! Além de um novo integrante, temos agora um site oficial!! Acessem eurekapod.com.br para acompanhar as postagens de cada episódio! E para entrar em contato com a gente, podem escrever para o nosso novíssimo e-mail eurekapod@eurekapod.com.br (esqueçam o do gmail que foi comentado neste próprio episódio).

Sem mais delongas, no episódio de hoje, falamos sobre o trabalho publicado na Nature feito por brasileiros, liderado pelos pesquisadores Patrícia Beltrão-Braga da USP e o Alysson Muotri, da Universidade de San Diego, onde observaram que fêmeas grávidas de camundongos infectadas pela linhagem brasileira do vírus zika consegue atravessar a placenta e causar defeitos congênitos nos fetos. Este trabalho tem importância e impacto altíssimos pois comprova, em camundongos, o efeito da microcefalia.

Na segunda notícia da semana, falamos sobre um estudo feito na Dinamarca liderado pelo bioquímico clinico Børge Nordestgaard e sua equipe da Hospital Universitário de Copenhagen, demonstraram que a média do Índice de Massa Corporal (IMC) associado à baixa mortalidade aumentou! Acompanhe o cálculo do IMC de cada integrante do Eureka (rs).

No quadro de ciência nacional, cientistas liderados por Carlos Eduardo de Rezende, da Universidade Estadual do Norte Fluminense, e por Fabiano Thompson, da Universidade Federal do Rio de Janeiro descobriram um enorme e riquíssimo recife na região que fica a 200 quilômetros da desembocadura do rio Amazonas, escondido sob a espessa pluma de sedimentos transportada pelo maior rio do mundo, um lugar completamente improvável!

 

LINKS DA SEMANA

Zika Update

IMC Gordinho

Recife Improvável

 

DICAS DA SEMANA

 

  • Livro “Rápido e devagar, duas formas de pensar”
  • Filme “Capitão América: Guerra Civil”
  • Vídeo Last Week Tonight with John Oliver: Scientific Studies (em inglês)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *